Contos eróticos por Nina G Fuga - Conto Erótico - A Fuga

Conto Erótico – A Fuga

Conto Erótico – A Fuga – Afinal, conseguiu tirar as férias que tanto queria? – ele perguntou.

– Que nada… Mas tô me sentindo tão calma que nem preciso mais fugir…

– Ah, que bom… isso quer dizer que você tá num relacionamento sério com alguém?

– Não, pelo contrário, tô praticando regularmente sexo grupal!! 😉

………………………….

Tive essa conversa outro dia com um amigo inglês.

Não nos conhecemos pessoalmente, mas rolou um lance virtual intenso entre a gente no ano passado.

Por duas vezes, em diferentes épocas do ano, planejamos nos encontrar no sul da França.

Chegamos a ver datas, passagens, estúdio para alugar por temporada no app do Airbnb…

Em ambas ocasiões, por motivos diferentes, ele deu pra trás.

Nunca cheguei a me apaixonar.

Mas o pacote, que incluía a fuga de uma semana para uma viagem romântica regada a muito sexo com esse jovem, cheio de energia, que me descrevia as cenas de filme pornô que iríamos protagonizar num inglês britânico cristalino, me enchia os olhos, os ouvidos e a alma!

A palavra-chave dessa história era “fuga”.

Tudo o que eu precisava era um pretexto pra sumir daqui!

Naquela fase da minha vida, com toneladas de situações mal resolvidas nas costas e um vazio abissal no coração, desenvolvi uma fantasia de que conheceria alguém que me faria voar pra bem longe e viveríamos dias idílicos que marcariam pra sempre as nossas existências.

O que eu faria com essa experiência quando aterrissasse de volta à minha vida real era uma questão a ser tratada posteriormente…

Me empenhei tanto em fantasiar essa situação que de fato quase virou realidade algumas vezes. Com esse inglês e com outros jovens gringos que eu conheci num app e que, por mais louco que possa parecer, também achavam que viveriam comigo dias, aventuras e, principalmente, trepadas inesquecíveis.

Mas a energia que eu colocava naquilo era tão intensa que devia deixá-los com medo de me encontrarem no aeroporto carregada de bagagem suficiente para ficar pelo resto da vida.

E acabavam amarelando…

A parte que eu mais gostava de fantasiar era o primeiro encontro, quando o portão do terminal abrisse e eu finalmente ficasse cara-a-cara com meu crush.

Andaria com toda a calma em sua direção e nos beijaríamos ternamente, como antigos namorados?

Ou seria com urgência, suas mãos me esfregando toda, ali mesmo no aeroporto – rodeados de turistas europeus de meia-idade, um pouco chocados com a cena –, ao ponto de mal conseguirmos chegar ao quarto para nos arrancarmos a roupa?

Em uma das versões mais excitantes da história, que eu gostava de imaginar quando me tocava antes de dormir, o tesão acumulado por semanas de provocação virtual era tão grande que ele começava a lamber meu peito e me dedar ainda no táxi, a caminho do apartamento, com o motorista espiando pelo retrovisor…

O inglês me fez promessas quentes de que me chuparia entre as pernas enquanto eu estivesse cozinhando pra gente; me comeria na varanda, assistindo ao pôr do sol; no quarto, suspensa contra a parede, minhas pernas enroscadas na sua cintura; no mar, depois de longas nadadas:

– I’m a good swimmer – “Sou boa nadadora”, eu lhe disse.

– I’m a good fucker – respondeu.

Ele também gostava de fantasiar sobre o nosso encontro…

Mas o fato é que até hoje não aconteceu.

Semana passada ele me disse:

– A gente ainda vai fuder, nem que seja quando eu tiver 60 e você 74…

Não foi uma bela declaração de amor, soou meio Ed Sheeran do mal, mas eu gostei.

Faço sexo grupal e várias outras coisas malucas, mas ainda preciso realizar minha grande fantasia sexual: atravessar o Atlântico atrás de um gringo desconhecido para alguns dias de amor selvagem…

Nem que seja aos 74!

 

 

0

User Rating: 2.23 ( 2 votes)

Nina G

Nina tem 40 e poucos anos e é separada. Atualmente dedica boa parte do seu tempo a se divertir, acumular novas experiências e escrever sobre isso.

Sobre Nina G

Nina G
Nina tem 40 e poucos anos e é separada. Atualmente dedica boa parte do seu tempo a se divertir, acumular novas experiências e escrever sobre isso.

Check Also

Contos eróticos por Nina G banner swing 5 - Contos Eróticos: Histórias de swing #5

Contos Eróticos: Histórias de swing #5

  Contos Eróticos – Histórias de Swing #5 – Por que você não pode me …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: