Home / Diversos / A minha primeira vez: uma comédia, nada romântica!
914 600x3981 - A minha primeira vez: uma comédia, nada romântica!

A minha primeira vez: uma comédia, nada romântica!

914 600x3981 150x150 - A minha primeira vez: uma comédia, nada romântica!A minha primeira vez foi mais para comédia do que para romance. Poderia ser pior e parecer uma tragédia, fenômeno muito comum.

Sempre quis ser a primeira em tudo. Caso não fosse a primeira, certamente, não seria a última. No meu grupo de amigas, que tinham entre 15 a 18 anos, havia algumas que já tinham experimentado ou estavam a caminho de passar pela primeira vez.

Apesar de ter sido criada em um ambiente repressor, eu nunca fui puritana. Minhas culpas sexuais nunca envolveram medo de ter fama de fácil ou coisas do gênero. Por isso, não demorei anos para me relacionar sexualmente com ninguém, relaxando em, no máximo, um ou dois meses.

Na primeira vez, é melhor que vocês já se conheçam há algum tempo e que já tenham uma relação estabelecida, justamente para você poder compartilhar com o seu parceiro os seus sentimentos e inseguranças.

Eu estava apenas de namorico e bastou uma ida a Búzios sem supervisão adulta, escondidinha dos meus pais — é claro! —, para que eu matasse a minha imensa curiosidade.

Pode crer que as minhas expectativas estavam bem lá no alto e, como sabemos, o alto é um lugar difícil de se estar, porque a queda é grande e os ferimentos podem demorar muito para cicatrizar. Além da falta de intimidade sexual, eu estava tão tensa, mas tão, tão, tão tensa, que não conseguia relaxar a musculatura da perna. Consequência: ao abraçar o quadril dele, eu fazia tanta força, que quase amputei o pobre coitado da cintura para baixo.

Por causa da tensão, eu não conseguia ficar lubrificada, então ele pegou a primeira coisa que viu pela frente para facilitar a penetração: um esfoliante facial — ótimo, né?! Eu não só fiquei com dor nas pernas e no quadril por tencionar a musculatura, como acrescentou-se ao sofrimento uma ardência insuportável na vagina!

E aí, que tal? Pois é, não preciso dizer que não teve nada de bom. No dia seguinte, eu estava tão dolorida que não conseguia andar. Digamos que a primeira impressão deixou muito a desejar. Confesso que demorou mais de uma década para que essa impressão mudasse, o que acontecia com a grande maioria que começa por uma experiência ruim!

O bom é que eu não desisti e fui atrás de informação. Não só a minha impressão mudou, como tudo relacionado sexo mudou para muito melhor! Ufa…

18/01/2018

Tatiana Presser

Psicóloga & Sexpert

Sobre Tatiana Presser

Tatiana Presser
Psicóloga & Sexpert

Check Also

menopausa - O tempo passou e ela chegou: Menopausa!

O tempo passou e ela chegou: Menopausa!

A menopausa pode ser considerada uma grande violência contra o corpo feminino. Neste período os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: