Comente

Tornando sua Fantasia Realidade

Fantasias são complicadas porque enquanto elas habitam nossa mente, elas estão sobre nosso controle. Uma vez que decidimos ariscar e lavá-las pro real, perdemos esse controle graças a intervenção do outro.

Num cenário ideal, você experimentara essas fantasias com um parceiro que você se sentia a vontade, que no mínimo, você tem uma intimidade, dificilmente uma fantasia dar certo com um estranho (apesar de toda regra ter sua exceção e no sexo a exceção muitas vezes é a regra). O que quero dizer que não importa o grau de “dificuldade” da sua fantasia, ela fará você sair da sua zona de conforto. E em geral, isso da mais certo com alguém que você confia.

Por outro lado, abrir essa fantasia pro parceiro, não é fácil, você não quer mágoa essa pessoa, ofende-lo e muitas vezes você poderá ter vergonha de mostrar esse seu lado. Sem dúvida que isso não será uma tarefa fácil, em relação a isso, meu conselho é sempre simplesmente tomar coragem e contar! Conta rápido! Como se tivesse tirando um band-aid para não doer, não pode enrolar muito se não você não vai contar, vai dar pra trás.

Uma parte importante dessa conversa é que ele ou ela se sintam seguros, seu parceiro tem que saber que isso é apenas um plus a mais, algo para dar a famosa pimentada na relação. OK, pode até ser que essa fantasia não tenha nada haver com dar pimentada nenhuma, que no fundo seja um desejo seu de longa dada, massss, mingau se come pelas berradas né?! Imagina você chega pra ela e dizer que quer começar a freqüentar um clube de swing porque você não é naturalmente uma pessoa monógama e essa será a única forma de você se manter fiel? Não é assim que se faz! Você pode ate achar isso, e pode até vir a conversar com ela sobre isso no futuro, uma vez que vocês são swingers experientes, mas não é um papo para introduzir a conversa concorda?

Escolha bem o momento para ter essa conversa, e cuidado, não se boicote! Exemplo, ele acabou de chegar em casa de um dia super estressado do trabalho, provavelmente não é a hora ideal de confessar que seu maior desejo é fazer uma dupla penetração! Seja na cama ou fora dela, crie um clima, beba um vinho, promova um momento aonde a conversa se torne intima, talvez nostálgica tipo “loucuras que fiz no passado”. Nada disso funcionou ? Coloca de forma proposital um documentário sobre sexo (a TV a cabo esta cheio), compra um livro sobre o assunto e da um de maluco, “olha que eu ganhei?!”. Inventa que seu “amigo” disse isso, ou fez “aquilo” tudo relacionado ao tema que você tem intenção em abordar. Um desses exemplos há de resolver seu problema e você há de conseguir abrir essa boquinha e confessar! Vamos! Coragem! Você consegue!

Lembrando sempre, que nossas fantasias são perfeitas enquanto elas acontecem na segurança da nossas mentes, uma vez que tornamos elas reais, elas jamais vão ser exatamente como imaginamos. Elas podem ser melhores, piores, mas nunca vão ser exatamente como pensávamos que seriam. Fantasias são facas de dois gumes, pode ser incrível, uma realização! Pode também ser uma merda e você perder sua fantasia preferida de masturbação! Ossos do ofício…

Tatiana Presser

Psicóloga & Sexpert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Você pode usar tags e atributos do HTML.

O E-mail é opcional.