Comente

Novo(a) parceiro(a) sexual? Tá tranquilo, tá favorável!

sexo seguro destaque 300x200 - Novo(a) parceiro(a) sexual? Tá tranquilo, tá favorável!Um dos fatores essenciais para uma transa ser espetacular é a intimidade. Mas se o casal (de ficantes, namorados, etc.) está prestes a ter a sua primeira relação sexual (juntos), é muito provável que a intimidade ainda não esteja estabelecida. E aí, como não fazer tudo errado na primeira vez? Confira as sete dicas abaixo para no mínimo sair bem humorado(a) da história:

1 – Para ter sexo tem que ter tesão, química de pele, envolvimento. Se nada disso estiver no pacote melhor deixar a transa para outro dia. Afinal, se é para fazer, que faça bem feito, pois se forçar a transar só porque já está na hora (ou passando dela) é frustrante (e brochante).

2 – Assim como deixar de transar, mesmo doidos de tesão, só porque não está com a depilação em dia, ou a roupa íntima está rasgada ou feia. Exercitem a criatividade, por exemplo, apaguem as luzes, ou tira a calcinha ou a cueca sem o outro ver. O importante é não perder um momento delicioso por cobranças “estéticas”. Ps.: camisinha e lubrificantes sempre à mão, não se esqueçam.

3 – Nervosismo provavelmente vai rolar. Insegurança também. É um território novo a se explorar, então você começa com um passo de cada vez, até porque vocês ainda não conhecem as preferências um do outro. Está aí um bom momento para, sutilmente, iniciar um diálogo sobre o assunto, porque fingir que está gostando de algo só para agradar é um tiro no pé (imagina se você continua fazendo “errado” para sempre, só porque não rolou um feedback sincero? A transa tem que ser boa para os dois).

4 – O que serve para uma mulher, as vezes não serve para a outra. Assim como o que serve para um homem, as vezes não serve para o outro. Não existe um manual certinho, pois intensidade, estímulos, zonas erógenas, velocidade, tudo isso varia de pessoa para pessoa. Sentir a reação do outro e até mesmo dialogar (diálogo não é interrogatório e nem uma entrevista) é fundamental! Lembre-se que é um território não explorado ainda.

5 – Shit happens (merda acontece)! Sim, pode dar tudo errado. As vezes o consumo de álcool é excessivo e o nervosismo não colabora. As vezes a pressão psicológica para ter uma performance espetacular vira uma bela brochada. E está tudo bem. Rir juntos é o melhor remédio para qualquer situação constrangedora. Se cobrar demais só vai piorar tudo.

6 – “Deixa acontecer naturalmente…” não tem fórmula melhor para o sucesso. Espontaneidade, sinceridade consigo e com o outro, são ingredientes fundamentais para a primeira transa dar certo. Pode ser no primeiro encontro ou no décimo. O importante é ambos estarem bem confortáveis com a ideia.

7 – Não se desespere se a primeira vez não for lá essas coisas. Se a relação é maneira, dê uma segunda chance. Pois muitos fatores emocionais, fora a Lei de Murph bem presente nessas horas, vão interferir. Mulheres têm mais dificuldades em gozar mesmo (não é para se frustrar e nem para desistir), homens podem acabar gozando muito rápido devido a excitação exacerbada (e as vezes bem acumulada). Ou seja, quanto mais intimidade, melhor fica e isso só o tempo vai proporcionar a vocês. Agora se já na primeira transa a experiência foi de tremer o prédio, então aproveita e se joga no sexo, afinal prazer nunca é demais!

11/08/2017

Andréia Homem

Andréia é Jornalista, Redatora, Consultora de Empoderamento, Curiosa e Discípula da Tatiana Presser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Você pode usar tags e atributos do HTML.

O E-mail é opcional.