Comente

ANTIGAMENTE ERA MELHOR

Não tem jeito. Nós, seres humanos, somos saudosistas por instinto. Já https://www.vemtransar.com.br/ repararam que tudo “no nosso tempo” era melhor? Será que era mesmo ou a gente acha que era porque nos lembramos dos nossos tempos de juventude ou infância? Fico com a segunda opção. Quando eu era pré adolescente eu perdi minha virgindade com garota de programa e segui minha vida sexual por um bom tempo assim. Naquela época as garotas não davam com essa facilidade de hoje. Você tinha sua namoradinha e transava com garota de programa. (Que vontade de falar “puta”, mas em tempos de politicamente correto vão me execrar!) Aí eu pergunto: era melhor transar com garota de programa ou com sua namoradinha de fé? Claro que é melhor com sua namorada, que você ama e tem uma afinidade e história. Mas eu lembro desse tempo com ternura porque me remete à um tempo que não vai voltar e que passou tão rápido. Mas transar com garota de programa também tinha seu glamour e sua praticidade. Tinha um redator da equipe do meu pai que só saia com garota de programa e, um dia, ao ser indagado pelo motivo, ele disse: “Elas não pedem texto.” Mas voltando aos “velhos tempos”, mesmo com saudade deles, fazendo um retrospecto, vejo que minha vida sexual é muito melhor hoje. Eu era o rei da ejaculação precoce. Era duas “bombadas’ e “Aaaahhhhh”. Foi. Era frustrante, mas as garotas de programa, claro, adoravam! Como sexo é uma arte e arte você não para de aprender, me considero muito melhor de cama hoje. Fora os últimos 15 anos como “cobaia” de sexpert, que me deu um grande upgrade nessa área. Mesmo assim, dá saudade dos tempos de outrora. Coisas de um jovem cinquentenário. Lembro também de alguns sarros que tirei dentro do carro, na época em que se podia fazer isso no Rio sem ser assaltado ou tomar uma dura da PM. Os motéis estavam na moda nessa época, mas um bom “amasso” no carro, mesmo sendo desconfortável, tinha seu fascínio. Um toque de proibido sempre excita. É louco porque, como eu disse antes, pelo mesmo pra mim, o sexo hoje é muito melhor, meu carro é muito melhor, mas, mesmo assim, dá saudade porque foi “antigamente”. Aí lembro que veio o terror da AIDS e de ter que transar de camisinha, o que mudou para muitos o conceito da sexualidade. Aí sim daria saudade de antigamente, mesmo imaginando que teria que usar um preservativo feito de tripa de porco. Mas tudo tinha mais charme. Na minha adolescência, conseguir uma revista erótica era um problema. Tinha todo um lance com o dono da banca de jornal, pra conseguir uma revistinha sueca. Depois vieram as revistas de “mulher pelada” (Status, Ele & Ela e etc.) que, mesmo não tendo sexo explícito, eram uma ótima fonte para punhetas. Nunca mais esqueço que descobri que meu pai tinha uma cópia em U-Matic (antes do VHS) do clássico Garganta Profunda. Nossa, vi aquilo até quase a fita arrebentar. Hoje você tem a facilidade da internet. É só confirmar que você tem mais de 18 anos, mesmo sem ter, e mandar ver! Fico imaginando daqui alguns anos, os que são adolescentes hoje, dizendo: “Bom era no tempo da internet e da boneca inflável. Hoje essa garotada só quer saber dessa lente de contato com olfato e tato!”. Vamos torcer pra que seja só isso…

07/12/2017

Outros posts de Nizo Neto:

Nizo Neto

Nizo é ator, comediante, dublador, ilusionista, escritor, radialista, diretor e marido da Tatiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Você pode usar tags e atributos do HTML.

O E-mail é opcional.